Psicologia Criminal

Fórum para estudantes de Psicologia Criminal e interessados
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 Serial Killers - Qual(is) o(s) que mais te fascina(m)?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lady_Dana



Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: Serial Killers - Qual(is) o(s) que mais te fascina(m)?   Ter Set 25, 2007 9:13 pm

Serial Killer
- Termo usado pela 1 vez nos anos 70 por Robert Rossler - agente reformado do FBI
- Indivíduos que cometem uma série de homicídios durante algum tempo, com pelo menos alguns dias de intervalo

Tipos:
- Visionários - indivíduo insano, psicótico. Ouve vozes dentro da sua cabeça e obedece. Pode sofrer de alucinações e ter visões
- Missionário - socialmente não demonstrar ser um psicótico, mas internamente tem necessidade de se "livrar" do mundo que julga imoral ou indigno. Este tipo escolhe grupos de prostitutas, homossexuais, etc
-Emotivos- matam por pura diversão. Utilizam requintes sádicos e cruéis
- Libertinos- assassinos sexuais. Canibais e Necrófilos fazem parte deste grupo

- Organizados
- Desorganizados


Vítimas
- Escolhidas ao acaso
- Estereótipo com significado simbólico para o assassino
- As vítimas não são suas parceiras na realização da fantasia e sim o seu objecto de fantasia
- Vitimas mais fracas do que eles, o que facilita o seu domínio
- Pertencem a grupos menos beneficiados, como prostitutas, sem abrigo, pois a demora em constatar o seu desaparecimento facilita o trabalho do serial killer

Serial Killer femininas - maior parte são as chamadas "viúvas negras" ou anjos da morte. Matam os maridos e amantes ou velhos e doentes terminais

Aspectos Psicológicos de um Serial Killer
- Tríade:
Enurese em idade avançada
Abuso sádico de animais ou outras crianças
Destruição da propriedade e piromania

- Masturbação compulsiva
- Isolamento social
- Mentiras crónicas
- Rebeldia
- Pesadelos constantes
- Possesividade destrutiva
- Roubos
- Baixa auto-estima
- Acessos de raiva exagerados
- Fobias
- Problemas alimentares
- Convulsões e automutilações
- Isolamento familiar e/ou social

A grande maioria dos serial killers (cerca de 82%) sofreu abusos na infância. Esses abusos foram de carácter sexual, físico, emocional ou relacionados com negligência e abandono.

Os países onde existe maior numero de Serial Killers conhecidos são:

1º EUA
2º Grã-Bretanha
3º Alemanha
4º França


Estatísticas
- 84% dos Serial Killers são caucasianos
- 93% dos Serial Killers são homens
- 65% das vitimas são mulheres
- 89% das vitimas são caucasianas
-90% dos Serial Killers têm idades entre 18 e 39 anos

_________________
"Crazy People make me feel crazy"in Sara Sidle


Última edição por em Qua Set 26, 2007 2:52 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lady_Dana



Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: Ed Gein, John Gacy, Zoodiac e Aileen Wuornos   Ter Set 25, 2007 10:11 pm

Em relação a Serial Killers estrangeiros interesso me particularmente pelo Ed Gein e a sua ficção por mulheres com semelhanças com a sua mãe. Filmes como o Massacre do Texas e Silêncio dos inocentes inspiraram-se nos seus crimes. Pelo John Wayne Gacy, o palhaço assassino e pelo Zoodiac que nunca foi descoberto e que também inspirou alguns filmes. Quanto a uma serial killer feminina interesso-me por Aileen Wuorns que inspirou o filme O Monstro. Ambos cometeram crimes numa linha do sadismo e da tortura (excepto Aileen). Deixo aqui um pequeno resumo das histórias de cada um.


Ed Gein
- Nasceu a 27 de Agosto de 1906
-Filho de Augusta e George Gein, morava numa pequena fazenda na cidade de Plainfield, estado de Wisconsin.
- O seu pai era alcoólico e a sua mãe uma fanática religiosa, dominadora e abusiva. O irmão Henry era fraco e indiferente e, desde cedo, os dois foram ensinados a temer o sexo, por ser altamente pecaminoso.
- Com a morte do seu pai em 1940 a sua vida muda drasticamente
- Em 1944 houve um incêndio na propriedade da fazenda e Henry morreu. Algumas pessoas acreditam que Henry teria sido assassinado pelo próprio irmão que desejava ficar sozinho com a mãe
- No mesmo ano Augusta Gein sofreu um derrame que a incapacitou. Gein cercou a de cuidados até à sua morte em 1945. Ed continuou a morar sozinho na sua fazenda, assombrado pelo fantasma da sua mãe. Trancou o quarto dela e não o alterou.
- Fazia alguns serviços para a vizinhança e era inclusive baby-sitter Shocked
- Começou a desenvolver um profundo interesse pela anatomia feminina dedicando-se a desenterrar corpos de mulheres e a mutilá-los para satisfazer as suas fantasias
- Tinha uma fascinação especial pela genitália feminina, brincava e afagava as partes intimas das mulheres que desenterrava
- Tinha um desejo intenso de ser mulher e estudava anatomia pensando na possibilidade de uma mudança de sexo
- Guardava as cabeças e os órgãos, arrancava cuidadosamente a pele dos corpos e punha sobre um manequim. Às vezes vestia ele mesmo a "roupa" e dançava alegremente pela casa.
- Mais tarde começou a matar mulheres da idade da sua mãe e com parcências com ela também- A primeira vítima foi Mary Hogan em 1954
- A segunda foi Bernice Worden em 1957. O corpo de Bernice foi encontrado despido e decapitado com um corte que ia da vagina até ao pescoço, pendurado de cabeça para baixo num gancho e amarrado com cordas.
- Num ronda à fazenda, o Xerife abordou o e pediu que entrasse no carro da policia onde teria de responder a algumas perguntas. Gein reagiu mal e respondeu como alguém que poderia querer culpá-lo do assassinato de Bernice. Foi preso imediatamente: ninguém tinha mencionado ainda a morte de Bernice




John Wayne Gacy -O Palhaço Assassino
Em 1978, a polícia de Illinois, Chicago, efectuou uma busca na casa n° 8213 da West Summerdale Avenue, interrogando seu morador, John Wayne Gacy, palhaço amador e muito querido pelas crianças da cidade, dificilmente cometeria algum crime. Mero engano. Antes de irem, um dos polícias estranhou um cheiro desagradável na casa; "É só um entupimento nos canos do esgoto", explicou Gacy. Mas os polícias decidiram investigar mesmo assim. No porão, sob um alçapão oculto, foram encontrados os restos de vinte e nove garotos entre nove e vinte e sete anos, com sinais de tortura, violências sexuais e estrangulamento.

John Wayne Gacy Jr., nascido em Chicago em 1942, também teve uma infância meio traumática: era espancado e chamado de "bichinha" pelo pai alcoólico, sofreu um traumatismo craniano aos 15 anos, e em 1968 foi preso por estar praticando actos sexuais com um jovem no banheiro de um bar. Gacy começou a matar em 1972, e suas vítimas, todos homens. Os rapazes recebiam propostas de emprego, iam até a casa de Gacy, eram embebedados, amarrados numa cadeira e os estuprava.
Em 1988, Gacy foi condenado a 21 prisões perpétuas e 12 penas de morte. Enquanto aguardava no Corredor da Morte do Menard Correctional Center de Illinois, Gacy - apelidado pela imprensa de "Palhaço Assassino" - passava o tempo fazendo belíssimos desenhos infantis, especialmente de palhaços. As suas ilustrações são consideradas itens de colecção, e alcançam altos preços no mercado.
As suas últimas palavras antes de ser executado foram: "Kiss my ass!". Levou 18 minutos a morrer (era rijo! lol! )




O Zodíaco
O primeiro casal foi morto a tiro em 1968 próximo ao reservatório de São Francisco (EUA) poucos dias antes do Natal. Era o início de uma série de crimes que deixaria em pânico a população local entre a década de 60 e 70. No ano seguinte, no dia 4 de julho, um outro casal foi atacado de forma semelhante: baleados dentro de um carro, a rapariga, que era muito parecida com a primeira vítima, morreu na hora, mas o seu namorado, mesmo gravemente ferido sobreviveu e fez uma descrição do assassino: ele seria um homem alto e musculoso e que estava a perseguir sua namorada há alguns dias.
Depois deste crime o assassino passou a escrever cartas endereçadas a polícia, onde se identificava como "...o assassino dos dois adolescentes do último Natal e da garota do 4 de Julho...". Algum tempo depois um novo casal foi atacado. Eles foram amarrados a uma árvore e esfaqueados por um homem encapuzado. Novamente apenas o namorado sobreviveu. Numa nova carta a polícia o assassino afirmou: "...Adoro matar pessoas...é mais divertido do que caçar, porque o homem é o animal mais perigoso de todos"Meu nome é Zodíaco. Matei dez pessoas, e matarei ainda mais. Quando morrer renascerei no paraíso e todos que matei serão meus escravos." A partir daí o assassino passou a ter um nome e uma motivação. Passou também a ter fama nacional por "jogar" com a polícia.
O seu próximo crime foi o assassinato de um taxista. Em cartas novas, o Assassino do Zodíaco ameaçou atacar um autocarro escolar e matar as crianças uma a uma. Ameaçou também explodir um autocarro, o diagrama da bomba que seria usada foi enviado a polícia e revelou-se realmente funcional.
Usando o depoimento dos poucos sobreviventes a polícia realizou um retrato falado e traçou um perfil psicológico do criminoso: ele seria branco, teria cabelos ruivos e curtos, óculos grossos com armação preta, musculoso, bem vestido, bom atirador, conhecedor de química, fabricação de bombas, história, mitologia, ocultismo e ainda por cima (devido a citações de suas cartas) era um cinéfilo.
O caso do Zodíaco foi amplamente explorado pela indústria cinematográfica e televisiva.


Aileen Wuornos
Aileen Carol Pittman, conhecida como Aileen Wuornos, (29 de fevereiro de 1957 - 9 de outubro de 2002) nasceu em Rochester, Michigan, Estados Unidos da América, foi uma prostituta considerada erroneamente a primeira mulher assassina em série da América.
A infância foi problemática devido em parte a pais adolescentes que estavam à meses separados antes que ela nascesse. Em 1960, a sua mãe, Diane Pratt, abandonou a junto com o irmão Keith, que foram adoptados pelos avós, Lauri e Britta Wournos. O pai dela, tirano e psicopata, foi preso em 1969 onde se suicidou. A face marcada de cicatrizes advém de brincadeiras com fogo durante a infância. Engravidou do próprio irmão e aos catorze anos foi internada num centro para as mães que entregam os seus filhos para a adopção. Em 1971, deixou a sua casa e começou a exercer a profissão de prostituta, em lugares diversos, e a cometer pequenos delitos. Normalmente utilizando apelidos como: Sandra Kretsch, Lee Blahover, Lori Grody e Cammie Greene. Em 1974 foi detida por conduzir bêbada. O seu irmão Keith morreu em 1976 de Cancro, Aileen herdou então dez mil dólares de seu seguro de vida, que rapidamente gastou em luxos e num carro novo. Casou-se em Miami com Lewis Fell, mas o matrimónio durou pouco. Em 1981 foi condenada por roubo no estado da Florida e cumpriu treze meses de prisão. Outras apreensões ocorreram por uso de cheques sem fundo, roubo de uma arma, conduzir sem carta, resistência a autoridade, informações falsas, roubo de carro, excesso de velocidade, intimidação, etc.
Passou a frequentar ambientes lésbicos e namorou com Tyra Moore, com quem permaneceu por 4 anos, em que se sustentaram com uma renda apertada conseguida com a prostituição de Aileen e outros crimes. A cumplicidade de ambas as conduziu a para o vandalismo, a violência e o ódio. Um ano depois sua conduta ficou absurdamente incontrolável, levando continuamente uma arma na mala. Convenceu sua amante que deveria vingar-se dos homens por tudo o que eles tinham feito com elas ao longo da sua vida e começou a matança.
A sua primeira vítima foi Richard Nallory, um electricista de 51 anos encontrado no dia 13 de dezembro de 1989 perto de Daytona Beach com três tiros de bala. Aileen matou o após ter sido, por ele, espancada, estuprada e ameaçada de morte. Ao que tudo indica, a sua primeira vítima foi feita em legítima defesa. Seis meses depois outro homem foi morto com seis tiros, e sem identificação. Matou pelo menos seis homens. Aileen foi encontrada mais a sua companheira através de denúncias. Confessou os seis assassinatos e depois de um longo julgamento e um exame psiquiátrico, foi condenada a morte e executada, por meio de injecção letal no dia 9 de Outubro de 2002. A sua história rendeu um filme com o título, Monster, em 2003.

_________________
"Crazy People make me feel crazy"in Sara Sidle
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Minin



Mensagens : 2
Data de inscrição : 21/01/2008

MensagemAssunto: Re: Serial Killers - Qual(is) o(s) que mais te fascina(m)?   Sab Mar 15, 2008 5:21 am

DEXTER é uma ótima série, cuja temática envolve um serial killer, e por isso mesmo rende uma boa análise de personalidade. O roteiro, o elenco, a trilha sonora, agem numa harmonia grandiosa. E o resultado é uma ótima série. Baseada num livro, a premissa é incomum: Dexter é um perito em sangue, trabalha na polícia de Miami; inteligente, metódico, calculista: caractérísticas essencias à um serial killer: à noite, se entrega aos impulsos agressivos, assassinando criminosos que cometeram homicídio e de alguma forma escaparam às entranhas da lei. Dexter mata assassinos. A terceira temporada está prevista para outubro de 2008. Vale muito a pena dar uma conferida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Serial Killers - Qual(is) o(s) que mais te fascina(m)?   Hoje à(s) 9:13 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Serial Killers - Qual(is) o(s) que mais te fascina(m)?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Qual planeta tem a órbita mais achatada ?
» Engenharia Elétrica, Curso mais difícil?
» Probabilidade - (dado honesto)
» movimento uniforme circular
» PRA QUEM PENSA EM TER UM GLOCK

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Psicologia Criminal :: Discussão Geral :: Actualidade-
Ir para: